domingo, 13 de setembro de 2009

Embalos de um sábado a noite...

E.... num sábado a noite, essa blogueira resolveu cair na balada, com suas fiéis escudeiras e eternas amigas... Até aí, tudo bem , afinal de contas todos somos filhos do bom Deus e, depois de uma semana estressante, uma baladinha cheia de diversão, gargalhadas e uma boa música, renovam a bateria de qualquer um, né não?!?!
Pois bem, o problema - que não acho que seja um problema- é que essa blogueira tem mania de analisar tudo e todos. Sei lá, bancar uma de "Carrie Bradshaw" é engraçado, é válido - às vezes-, tem seu lado charmoso e viciante também.
Well, não tinha como não ficar analisando a azaração rolando solta e a turminha do "ficar" e do "pegar" colocando suas manguinhas de fora. Interessante observar as "estratégias"para se conseguir a tão esperada concretização da vitória absoluta sobre o(a) adversário(a)... Interessante mesmo. Não que eu tenha algo contra, vou desde já esclarecendo. Muito pelo contrário, acho a fase do "ficar" de grande valia e até necessária.Maaaaas, hoje esses verbos já não me causam todo aquele alvoroço que causam na meninada.
Aliás, não me causam nenhum. Será idade?? Acho que sim. A Martha Medeiros já escreveu: " A gente está falando de quê, de catadores de lixo? Pegar, pega-se uma caneta, um táxi, uma gripe. Não pessoas. Pegue-e-leve, pegue-e-largue, pegueeuse, pegue-e-chute, pegue-e-conte-para-os-amigos. Pegar, cá pra nós, é um verbo meio cafajeste. Em vez de pegar, poderíamos adotar algum outro verbo menos frio. Porque, quando duas bocas se unem, nada é assim tão frio, na maioria das vezes esse "não estou nem aí" é jogo de cena. Vão todos para a balada fingindo que deixaram o coração em casa, mas deixaram nada. Deixaram a personalidade em casa, isso sim. No entanto, quem pode contra o avanço (???) dos costumes e contra a vulgarização do vocabulário? " Concordo.
Então,como ía dizendo, hoje estou em outro tempo. No tempo do "namorar". Este verbo sim me causa grande alvoroço. E vamos de Martha mais uma vez : "Namoro é teste, é amostra, é ensaio, e por isso a dedicação é intensa, a sedução é ininterrupta, os minutos são contados, os meses são comemorados, a vontade de surpreender não cessa - e é a única relação que dá o devido espaço para a saudade, que é fermento e afrodisíaco. Depois de passar os dias se vendo só de vez em quando, viajar para um fim de semana juntos vira o céu na Terra: nunca uma sexta-feira nasce tão aguardada, nunca uma segunda-feira é enfrentada com tanta leveza."
O poeta Carlos Drummond de Andrade também é de outro tempo e é para sempre. Ele nos dá uma ordem para qualquer tempo da nossa vida: "Cumpra sua obrigação de namorar, sob pena de viver apenas na aparência. De ser o seu cadáver itinerante..."
E, como sou obediente.... 
      

9 comentários:

Solange Maia disse...

É Drii...

Também acho esse lance de "ficar" meio apressado, meio pálido, meio meio...

Namorar é tão mais "a dois" , não é ?

Também sou obediente... risos...

Beijão

Desabafando disse...

Adorei o trecho da Martha Medeiros...concordo contigo...obrigada pelo comentário lá no blog...como apareceram muitas perguntas, resolvi contar um pouco mais do contexto daquela história...se puder passa lá depois pra ler!

Gostei da sua visita!
Boa semana!

Ggel disse...

Pois é Dri, também estou na fase de namorar, o problema é...cadê o namorado? Nunca deixei de acreditar no amor, de verdade, mas é que às vezes eu tenho a nítida impressão deque algumas pessoas simplesmente não vão saber o que é isso..que na verdade é pra poucos. Me sinto assim às vezes, de verdade...é deprimente, eu sei, mas me sinto. Ainda bem que aprendi a não sucumbir esses momentos de bode, senão eue tava lascada, numa verdadeira fazenda bodística...rs...méeeeeeeeee
beijo e tem selo procê no Ponto Gel.

Desabafando disse...

Passando pra avisar que tem selinho pra vc no meu blog!

Francisco disse...

Dri querida!
Entre os verbos "ficar", "pegar", "namorar" e "amar", fico sem dúvida com os dois últimos!
Coisas da idade...!rsrs Sabe como é...! rsrsrs
Beijãozão, minha linda!

Cavaleiro dos Dragões disse...

Namore muito e depois?
Continue namorando, 19 anos de namoro, casamento, amor e brigas...
dois filhotes lindos desse namoro
eu sei que tu vai achar o teu, álias tu merece!
cade os candidatos rapaziada?
um beijão linda!

Namorada Girassol disse...

Então , Drii..

Porque NAMORAR é preciso!
Encantamento,magia,sedução;
Sabor,gosto,cheiro,sentimento...
Essa falsa ideologia não cabe em mim...
Não deveria caber em ninguém.
Se "ficar" é sinal de modernidade ...

AHHHHH !!! PREFIRO SER DINOSSAURO!

Bjks...

Déia disse...

Querida Drii,

Eu tb não sou de ficar, principalmente pq o cara quer ficar 1 minuto, sair andando e arrumar mais 15!Hello!! Pelo menos fique a noite toda, n precisa sair amanhã, mas conheça um pouco mais, saiba o nome... rsrsrs Uma amizade cai sempre bem... ou não?

Sou das antigas....por isso, nem, ouso ir pra balada!! pelo menos pra isso! Sew vou, me arrebendo de dançar!

E se eu gostar de alguem.. é pra ter algo mais profundo....

Cada um, cada um, né?

bjkas

Pedaços de Tempo disse...

Querida Drii,

Como o poeta Carlos Drummond de Andrade disse e bem: "Cumpra sua obrigação de namorar, sob pena de viver apenas na aparência. De ser o seu cadáver itinerante..."

Então vivemos o namoro em toda a sua plenitude e acima de tudo sem máscaras - Apenas EU e ELA, ELA e EU, num SÓ!

Gostei do teu texto!

Bjs deste lado do atlântico,
CR/de
www.carlosribeiro-photos.blogspot.com