quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Desapegos...



Há muito tempo esse blog não ganha duas postagens num único dia.
Mas hoje ele ganhará!
O dia pede isso.
Jantando com uma amiga ontem, me peguei falando exatamente sobre o título desse post. Há um certo tempinho, decidi me desafiar e desenvolver o desapego a coisas, a pessoas, a lugares, a situações, ao passado. É um treinamento árduo, mas necessário para minha evolução e isso compreendi imediatamente. A duras penas, tenho conseguido um bom resultado. 
E aprendido muito.
Agarramo-nos demais a muitas coisas.
Criamos dificuldades, tensões e problemas porque somos muito possessivos e apegados. Acho que precisamos aprender a doutrina do desapego e do “deixar ir”. “Deixar ir” não quer dizer descuidar ou negligenciar, assim como desapego não quer dizer indiferença ou distanciamento.
É apenas libertar-se dos apegos e da possessividade.

Quando você fizer alguma coisa, faça-a com todas as suas forças. Ponha a sua vida nela. Mas não a possua nem se deixe possuir por ela. Não se agarre a ela. Quando ela estiver concluída, deixe-a ir.
E o passado? Muitas vezes, nos agarramos a ele com unhas, dentes e com toda a força que nos resta. Nem nos damos conta que agindo assim, negligenciamos o presente. E será o presente que vai embasar nosso futuro.
Não atentamos que tudo muda o tempo todo no mundo, como já cantou e bem observou Lulu Santos... então: por que não vivermos nosso presente de um jeito novo,leve e revigorado? 
E o que dizermos do apego emocional? Ah... esse é muito mais dolorido!

Criamos inúmeras vezes na nossa mente, no nosso corpo emocional, a ilusão de que o outro nos pertence, que nós temos posse sobre ele e também vendemos a ilusão que o outro tem posse sobre nós. Neste jogo emocional vivemos anos, vidas inteiras e criamos laços carmáticos profundos... e o mais irônico, para não dizer o mais triste, é que nos atrevemos, presos a esta visão distorcida, a chamar isto de amor.
Apegados, nem percebemos o quanto estamos nos violentando, nos angustiando, nos frustrando.
Por isso, não me canso de repetir: o desapego nos liberta, o apego nos aprisiona.

10 comentários:

Desabafando disse...

excelente, excelente...post pra refletir do jeito que adoroooo...rsrsrs

É sim muito difícil praticar o desapego, mas o pior é praticar o desapego a velhas atitudes, ao comodismo, a sentimentos, ao nosso egoísmo. O emocional é muito pior e mais dolorido que o material realmente.

Mas concordo com vc...quanto mais nos desapegamos e deixar certas coisas irem, mais livres e leves nos sentimos...e sobra mais espaço pra novas coisas né?

Obrigada pelo apoio e por entender meus desabafos..rsrsrs..

Lucas Tiago disse...

"Lucano olhou para o oceano, que podia ver através da janela, e disse baixinho:
- Ele pede a cada homem que Lhe entregue o que mais ama no mundo, e é evidente que tu colocavas teu dinheiro acima de todas as coisas.
Hilell gemeu, e tornou a deitar-se:
- É verdade. Agora, compreendo. Afastei-me Dele, horrorizado. Ele viu minha agitação, e disse-me, muito suavemente, em voz baixa: "Vem, segue-Me.""
Médico de Homens e de Almas - Taylor Caldwell

Anônimo disse...

uaaal!!
concordo com tuudo que você disse!!
aliás, o que escreve aqui muitas vezes é aquilo que preciso ouvir, parar pra pensar...
Tu escreve muito bem, eu adooro o jeito que usa as palavras, o modo como escreve! Sentimentos e percepções sinceras que compartilha com todos os leitores de seu blog!!
Continua assim sempre, é postando bastante!! Que Deus te ilumine sempre e sempre, que tenha forças para superrar toda e qualquer dificuldade, você é uma pessoa maravilhosa, de bom coração e que acredita na vida, nas pessoas e principalmente no amor! ♥

Te adoooro! Bjos, by: Leeh' =)

Debor@h disse...

Que lindo Driii! Quanta verdade em um único post!! O desapego é necessário, mas o caminho até ele é difícil, porém não impossível. Bjs

Luh ((Luxuriaa)) disse...

criar fantasias e depois dispertar delas...sonhos.. se desapegar deles... complicado para mim nesse momento impossivel... adoros seus textos parabens! bjos e otimo fds!

Gabitus disse...

Nossa, Dri... mas é mesmo muito difícil cultivar o desapego!! Preciso aprender e treinar!!!

Beijos!

Namorada Girassol disse...

Esta é a Drii de sempre! Bom retorno!

Minha Flor tens toda razão ...tenho praticado bem o desapego ,não é fácil ...mas é sábio !

Obrigada pela visita tah

Bjkssssssssssssssssssssssssssss

Ótimo final de semana pra ti!

Myÿ h disse...

Não consigo nem imaginar como eu seria se não fosse possessiva com algumas coisas; algumas! :x
- Belo texto :)

Solange Maia disse...

O desapego é exercício prá gente praticar todos os dias... os das coisas, e os dos sentimentos ...

Lindíssimo o texto!!!

beijoca

Ggel disse...

Eu deveria praticar esse desapego porque eu "me apego facilmente ao que desperta o meu desejo", sou um animal sentimental, mesmo. Mas acho que todo mundo passa por essa fase na vida, né? de um jeito ou de outro. Tempos atrás me livrei de todas as pessoas desnecessarias na minha vida, foi difícil, mas bom, hoje vejo tudo mais claro...é um exercício e tanto, mas me conta da sua vida nova...quero saber tuda..tuda, tuda.