sexta-feira, 26 de junho de 2009

Minhas opções...

Não, hoje não vou escrever sobre a morte de Michael Jackson. Aliás, nunca nutri admiração alguma por ele. Se fosse escrever sobre partidas de ídolos, escreveria sobre a morte de Farrah Fawcett, falecida ontem, uma das eternas Panteras, na sua versão original, é claro. Essa sim, me fez ter admiração até seu último instante de vida, vez que lutou contra um câncer (e a destruição dele conheço de perto :-( ...) demonstrando amor pela vida .
Hoje, o assunto é outro.
Escrevo sobre minhas opções. Algumas delas, é claro.
Optei ingressar na Faculdade de Direito, advogar depois da faculdade e me pós graduar. Faculdade de Direito e pós graduação: escolhas certas, advogar : escolha errada. Ao optar em advogar descartei a de seguir carreira pública. Me pareceu, na época, a escolha adequada. Ledo engano.
A advocacia é um caminho para vocacionados, o que não é meu caso. Dessa escolha errada, choveram lições de vida. Aprendizados eternos. Em 2008, joguei pro alto minha carreira advocatícia, construída por 08 anos e optei pela carreira pública. Dura tarefa. Enfrentei vozes interiores e exteriores que insistiam pela minha desistência. Severas críticas. Mas resolvi ficar surda e persistir na minha opção, hoje começo a colher os primeiros frutos. No entanto, sigo ainda no caminho dos concursos públicos vez que sei posso voar. Sei onde posso pousar.
Optei em deixar partir pessoas que um dia chamei de amigas por não achar que mereciam mais esse tão nobre título. Escolha certa.
Optei em amar muitos homens errados, mas sempre acreditando que seriam os certos. Escolha errada.
Optei em deixar seguir seu caminho, alguém que já não sabia seguir ao meu lado. Escolha dolorida e certa.
Não se pode ter tudo.
Tudo tem que ser avaliado e reavaliado.
E, às vezes, é necessário se trocar de caminho. Encerrar ciclos.
Esse aprendizado é só seu, ninguém tem nada a ver com isso.
Faz parte da sua evolução e de ninguém mais.
Diante disso, deixo uma das lições aprendidas:
Faça o que fizer, não se auto congratule demais, nem seja severo demais com você.
As suas escolhas tem sempre 50% de dar certo e 50% em dar errado.
É assim pra todo mundo...

3 comentários:

Francisco disse...

Acho que tudo depende do momento que estamos vivendo.
As opções certas de hoje, podem ser as erradas de amanhã. O importante é sabermos a hora da mudança, e não sentir arrependimentos posteriores.
O erro é um ótimo aprendizado.
Outra coisa. Não aguento mais ler blogs falando no Michael Jackson. Ainda bem que amanhã ninguém lembra mais.
Beijãozão!

Dani disse...

Drica...Assim como tudoo na vida!!!A vida é feita de escolhas sejam elas certas ou não....bjooooo

Dirce disse...

É verdade, tem momentos da via que a gente precisa limpar as gavetas e, às vezes, começar colocar coisas novas lá dentro, né? Fazer o que, só assim a gente aprende. Mas ainda bem que no saldo geral você mais acertou que errou, né? Que bom, que bom.
Vamos seguir em frente então proque o tempo voa mesmo...e praticamente aquele pé de vento do Mágico de Oz...rs
beijo e bom final de semana.